Autismo de crianças foi reduzido com ajuda dos pais

Responsáveis foram treinados para lidar e interagir melhor com os filhos
Um estudo desenvolvido sobre autismo, divulgado recentemente pela revista ¨The Lancet¨, apontou que o treinamento dos pais para lidar com o distúrbio dos filhos ajuda a reduzi-lo. Este foi o primeiro estudo que avaliou, a longo prazo, os resultados das intervenções nos pacientes de autismo.

Pesquisadores da Universidade de Manchester, do King´s College London e da Universidade de Newcastle, os autores do estudo, avaliaram que crianças que tiveram uma intervenção entre 2 e 4 anos de idade, apresentaram melhoras seis anos depois, tanto na comunicação interpessoal, como na redução de comportamentos repetitivos.

O método de intervenção utilizado foi o “Preschool Autism Communication Trial” (PACT, que pode ser traduzido como “Experimento comunicacional com o autismo na fase da pré-escola”). No método, os pais interagem diretamente com os filhos e são filmados. Depois, eles assistem às gravações ao lado de um terapeuta e recebem orientações com base nas imagens.

Foram apontadas pelos terapeutas as oportunidades que os pais poderiam ter realizado intervenções e não fizeram. Ou momentos em que perguntas devem ser trocadas por comentários, que geram menos pressão. Foram realizadas 12 sessões de terapia por seis meses, e depois sessões mensais nos próximos seis meses. Todos os pais se comprometerem a realizar de 20 a 30 minutos diários de recreação e comunicação programada com seus filhos.

Participaram do estudo 152 famílias com crianças autistas na faixa etária de 2 a 4 anos. Uma parte recebeu o treino e a outra passou por terapia convencional. Seis anos após, dessas crianças, 121, representado um total. Dessas 59 participaram do treinamento e 62 pela terapia comum. Das crianças portadoras de autismo severo, as que receberam treinamento dos pais, em torno de 55% do grupo. Seis anos após essa parcela desceu para 44%.

 

fonte:http://bemstar.globo.com/index.php?modulo=corpoevida_mat&url_id=6277

Relacionados(as)

ENCAMINHE POR EMAIL

Todas os artigos

ENCAMINHE ESSA NOTÍCIA POR EMAIL

Formulário de Proposta

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS

Facebook Twitter